Do you prefer the english version? Click here! X

Clube Atlético Mineiro

- Diversos -

Você está aqui:

24.07.14 Diversos

Rei da América: Atlético é campeão da Recopa Sul-Americana 2014

Clube é o atual detentor do título de duas das três competições promovidas pela Conmebol.

A galeria de troféus do Galo ganhou uma nova e ilustre integrante: a taça da Recopa Sul-Americana.

Na noite desta quarta-feira, diante de mais de 54 mil torcedores no Mineirão, o Atlético venceu o Lanús por 2 a 0 na prorrogação, depois de perder por 3 a 2 no tempo normal,  e conquistou o título da competição continental.

No tempo normal, os gols atleticanos foram marcados por Diego Tardelli, que fez história marcando o seu centésimo gol com a camisa alvinegra, e Maicosuel. Ayala, Santiago Silva e Acosta fizeram os gols argentinos.

Na prorrogação, Gustavo Gómez e Ayala, ambos contra, fizeram os gols do Galo.

No jogo de ida, disputado no Estádio La Fortaleza, em Lanús, Buenos Aires, na Argentina, o Atlético venceu por 1 a 0, com gol de Diego Tardelli.

A Recopa Sul-Americana 2014 é o segundo título internacional do Atlético no período de um ano, uma vez que o clube venceu a Copa Libertadores da América no dia 24 de julho de 2013.

O Galo também é bicampeão da Copa Conmebol (1992 / 1997), competição equivalente à atual Copa Sul-Americana.

O presidente Alexandre Kalil comemorou mais uma conquista internacional inédita à frente do Atlético.

“Fico muito feliz por ter dado para a torcida do Atlético mais essa alegria e por ter colocado, como presidente, mais essa taça importante dentro da galeria do Atlético”, declarou o presidente.

Esta foi a 22ª edição da Recopa Sul-Sul-Americana, que é disputada anualmente entre os campeões da Copa Libertadores da América (Atlético) e Copa Sul-Americana (Lanús).

CLIQUE AQUI PARA CONFERIR OUTRAS FOTOS DA CONQUISTA ATLETICANA.

O Alvinegro volta a campo neste domingo para enfrentar o Sport, na Ilha do Retiro, em Recife, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O JOGO

Na primeira boa oportunidade atleticana, Emerson Conceição recebeu passe de Ronaldinho pela esquerda, foi à linha de fundo e cruzou na tentativa de encontrar Diego Tardelli na segunda trave, mas a defesa argentina conseguiu fazer o corte.

Aos cinco minutos, Ronaldinho cobrou escanteio pela direita, Leonardo Silva subiu mais alto que a defesa, cabeceou e Ayala cometeu pênalti ao colocar o braço na bola.

Com a categoria de sempre, Diego Tardelli fez a cobrança no canto direito do goleiro e abriu o placar no Mineirão. A Massa Atleticana fez a festa com o atacante, que marcou o seu centésimo gol com a camisa alvinegra e foi erguido por Ronaldinho Gaúcho: Galo 1 x 0.

Foto: Bruno Cantini / Atlético

Foto: Bruno Cantini / Atlético

Aos 8 minutos, o Lanús empatou com Ayala, em chute forte da entrada da área. Aos 16, Maicosuel aproveitou a sobra de bola e concluiu para a defesa do goleiro Marchesín.

Santiago Silva fez o segundo gol da equipe argentina aos 25 minutos. Mas a reação atleticana veio 12 minutos depois, com Maicosuel, aproveitando cruzamento de Marcos Rocha pela direita: 2 x 2.

Foto: Bruno Cantini / Atlético

Foto: Bruno Cantini / Atlético

O Galo quase conseguiu a virada aos 43 minutos, quando Emerson Conceição foi à linha de fundo pela esquerda e cruzou para Jô cabecear e exigir boa defesa de Marchesín.

SEGUNDO TEMPO

O Atlético voltou do intervalo sem alterações e levou perigo pela primeira vez no chute de fora da área de Pierre.

Aos seis minutos, Ronaldinho recebeu grande passe de Diego Tardelli na grande área, tirou do goleiro e o zagueiro Braghieri conseguiu evitar o gol.

Aos 17 minutos, Marcos Rocha fez desarme providencial sobre Santiago Silva em lance pela esquerda do ataque argentino. Aos 19, Ronaldinho foi substituído por Luan.

O terceiro gol alvinegro quase saiu aos 24 minutos, em chute de fora da área de Diego Tardelli, defendido por Marchesín. Aos 32, foi a vez de Maicosuel deixar o campo para a entrada de Guilherme.

Aos 36 minutos, depois de boa troca de passes na intermediária, Jô cruzou rasteiro pela direita e a zaga do Lanús conseguiu interceptar.

O time argentino também levava perigo, proporcionando um grande jogo no Mineirão. Aos 43 minutos, Tardelli foi substituído por Dátolo.

Aos 46, Acosta fez o terceiro gol do Lanús, levando a final para a prorrogação.

PRIMEIRO TEMPO DA PRORROGAÇÃO

Aos dois minutos, após escanteio pela esquerda, o cabeceio de Réver explodiu no travessão.

O Lanús respondeu na cobrança de falta de Ayala e a bola saiu à direita do gol de Victor.

Aos nove minutos, Emerson Conceição cruzou pela esquerda e o goleiro Marchesín fez a defesa.

Aos 12 minutos, Luan incendiou o Mineirão ao forçar um gol contra argentino. O atacante avançou pela esquerda, tentou o cruzamento e a bola foi para a rede depois de desviar em Gustavo Gomez.

Foto: Bruno Cantini / Atlético

Foto: Bruno Cantini / Atlético

SEGUNDO TEMPO DA PRORROGAÇÃO

O Galo teve a primeira chance na cobrança de escanteio de Dátolo, cortada pela defesa do Lanús.

Aos quatro minutos, Luan recebeu grande lançamento de Guilherme e tentou o cruzamento rasteiro, mas a zaga argentina fez o corte.

Aos seis minutos, Ayala fez gol contra de cabeça: Galo 2 x 0. Aos 14 minutos, Victor fez duas grandes defesas em sequência, assegurando o resultado que deu ao Galo mais um título internacional.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO  (2) 2 x 3 (0) LANÚS
Motivo:
Recopa Sul-Americana – Final – Jogo de volta
Data: 23/07/2014
Estádio: Mineirão
Cidade: Belo Horizonte (MG)
Gols: Diego Tardelli (6′), Ayala (8′), Santiago Silva (25′), Maicosuel (37′), Acosta (93′); Gustavo Gomez (12′ P (C)), Ayala (21′ P (C))
Público pagante:
54.786
Renda:
R$ 5.732.930,00
Árbitro: Roberto Silvera (URU)
Auxiliares:
Miguel A. Nievas (URU) e Nicolas Taran (URU)
Cartões amarelos: Diego Tardelli, Pierre, Réver (Atlético); Victor Ayala, Leandro Somoza, Diego González, Acosta, Diego Braghieri, Gustavo Gómez (Lanús)
Cartão vermelho: Acosta (Lanús)

Atlético
Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Réver e Emerson Conceição; Pierre, Leandro Donizete, Ronaldinho (Luan) e Diego Tardelli (Dátolo); Maicosuel (Guilherme) e Jô. Técnico: Levir Culpi.

Lanús
Agustín Marchesín; Carlos Araujo (Lucas Melano), Gustavo Gómez (Oscar Benítez), Diego Braghieri e Maximiliano Velázquez; Diego González, Leandro Somoza, Jorge Ortiz (Pasquini) e Víctor Ayala; Santiago Silva e Acosta. Técnico: Guillermo Barros Schelotto.

Publicado 24 de julho de 2014, às 00:50.