Do you prefer the english version? Click here! X

Clube Atlético Mineiro

- Copa Libertadores -

Você está aqui:

05.02.19 Copa Libertadores

Para Levir Culpi, resultado foi bom por garantir vantagem no jogo de volta


Um resultado normal que acabou sendo bom por dar ao Atlético uma vantagem na partida de volta. Foi assim que o técnico Levir Culpi viu o empate por 2 a 2 com o Danubio, na noite desta terça-feira, em Montevidéu, no Uruguai, no jogo de ida da segunda fase da Copa Conmebol Libertadores. O treinador atleticano também destacou as qualidades apresentadas pelo adversário.

“Depois que a partida terminou, a gente pensa outras coisas, mas, durante o jogo, vi a equipe do Danubio bem articulada, bem armada também, uma boa equipe. Fizemos boas jogadas e não seria um exagero dizer que o goleiro deles salvou a pátria, defendeu quatro ou cinco bolas não sei como. O Victor também esteve bem e foi um jogo bacana, interessante”, analisou Levir.

“Acabamos saindo daqui, ainda, com uma vantagem para jogar em casa. Só que, agora, o jogo vai ser com a nossa torcida e, aí, é aquele espírito nosso de Libertadores. Não faltou empenho de ninguém, alguns jogadores ainda sentem a parte física, mas todos procuraram fazer o melhor e o resultado acabou sendo bom. Não foi aquele grande jogo, nosso time vai jogar melhor durante a temporada, tenho certeza disso, mas foi o que a gente pôde fazer. Não faltou empenho, não faltou oportunidade, não faltou gol. O time foi bem e considero o resultado normal”, acrescentou o comandante alvinegro.

Levir Culpi afirmou que esperava um jogo de maior apelo físico, o que acabou não ocorrendo.

“Não foi um jogo de muito choque físico porque o time deles é bem articulado, eles tocam bem a bola. É um time bem armado, de toque de bola. Eu esperava um jogo mais físico”, disse.

O treinador atleticano concluiu ressaltando que o bom futebol apresentado pelos donos da casa não foi uma surpresa e que o Galo fez o que precisava para levar uma vantagem ao jogo de volta, na próxima terça-feira, em Belo Horizonte.

“A Libertadores é um campeonato muito legal, mas a gente não tem surpresas. A última vez que um time uruguaio nos surpreendeu foi em 1950 e, de lá para cá, a gente espera tudo, qualquer coisa, e quase acontece hoje também. Se o time não estivesse bem equilibrado, a gente poderia ter perdido a partida. Então, jogamos o suficiente para sair daqui com uma vantagem. O Atlético vai subir de produção, tem que subir de produção, mas todos estamos cientes disso. Alguns jogadores estão estreando ainda, enfim, temos muita coisa pela frente”.

Publicado 05 de fevereiro de 2019, às 21:06.