Do you prefer the english version? Click here! X

Clube Atlético Mineiro

- Comissão Técnica -

Você está aqui:

26.09.17 Comissão Técnica

No Galo, Oswaldo de Oliveira realiza sonho e exalta força da torcida


Apresentado pelo Atlético na tarde desta terça-feira, na Cidade do Galo, o técnico Oswaldo de Oliveira afirmou que realiza um grande sonho dirigindo o Atlético, principalmente pela força da Massa Alvinegra.

“Quero expressar a minha satisfação de estar aqui. Confesso que dirigir a equipe do Atlético, para mim, é a realização de um sonho. Já dirigi outras grandes equipes brasileiras e confesso que o Atlético não é só uma composição do meu currículo, é a realização de um sonho. Tive uma experiência aqui no Mineirão, em 1999, disputando a primeira partida da final do Campeonato Brasileiro e fiquei impressionadíssimo com a manifestação do torcedor do Galo. Aquilo mexeu comigo e ecoa nos meus ouvidos até hoje. Esse é um dos motivos mais fortes que fazem com que eu esteja aqui hoje”, declarou o novo comandante atleticano, que assina contrato até o final de 2018 e traz os auxiliares Luiz Alberto da Silva e Thiago Larghi.

A apresentação foi feita pelo presidente do Atlético, Daniel Nepomuceno, que falou sobre a contratação do novo treinador.

“O principal motivo foi a experiência, confiança e experiência. O momento é difícil, mas ainda não é crítico, então, nesse momento, a gente confia no currículo e na experiência dele. Nosso objetivo maior é a estabilidade, mas vou, sempre, cobrar mais. Vou achar, sempre, que tenho que olhar para frente e mirar lá em cima”, disse o presidente atleticano.

“Um treinador desse tamanho não aceita contrato tampão, ele vem fazer um projeto. Ele não aceita vir apenas para tirar o time de uma situação, ele veio para cá para ser campeão”, acrescentou Daniel Nepomuceno.

Oswaldo de Oliveira falou novamente da alegria em dirigir o Galo. “Trabalho com a satisfação de estar em um dos maiores clubes brasileiros, sabendo bem a minha localização e a localização do clube no cenário atual do futebol brasileiro. Venho enxergando a realidade do futebol brasileiro e com a proposta de trabalhar da melhor maneira possível, independente de Libertadores, de estabilidade. Quero fazer um trabalho que tenha consistência, durabilidade e possa, em um futuro próximo, chegar no sonho que o torcedor do Galo tem, de voltar a ganhar as grandes competições que ganhou há pouco tempo”, disse o técnico, que espera fazer um grande trabalho no clube.

“Eu estava participando de um programa de televisão e meu telefone tocou. Eu já sabia da saída do Micale, a quem quero render as minhas homenagens, pois o considero um treinador prodígio que é dono de um título que nenhum outro treinador brasileiro tem. Fiquei surpreso, mas muito feliz de ter essa possibilidade. Era um sonho e, fossem qual fossem as circunstâncias, eu iria aceitar. Não como um treinador tampão, mas como um treinador que sonha com uma extensão, com o cumprimento do contrato até o final do ano que vem. É por isso que estou aqui, não vim só terminar o Campeonato Brasileiro. Minha intensão é terminar bem essa temporada e começar a outra, com sonhos, planos e um trabalho mais organizado, mais racional, para dar continuidade da maneira que acho que tem que ser o trabalho de um treinador de futebol”, comentou o treinador.

“Os meus melhores desempenhos foram quando pude permanecer e dar continuidade, é nisso que acredito. Então, por isso que eu não aceitaria vir para o Atlético apenas para terminar uma temporada, não sou mais treinador para isso. Meu plano é muito mais abrangente”, ressaltou.

Oswaldo de Oliveira concluiu revelando o que disse aos jogadores sobre a torcida do Galo.

“Disse a eles que ela não é o 12º jogador, ela é parte de cada um deles porque vi esse time se transformar dentro de campo, empurrado pela torcida, não foi uma, duas e nem três vezes. Sempre que a gente vinha aqui, havia um grande cuidado na preparação da equipe para não sofrer essa interferência, que era quase impossível resistir. O Atlético sempre foi avassalador, tanto no Mineirão quanto no Independência, então, acho que esse resgate precisa ser feito e que tem que fazer isso são os jogadore, se eles mostrarem para ela que ela pode fazer parte novamente de cada um deles, ela vai se transformar e vai nos ajudar muito nas vitórias”.

Apresentação de Oswaldo de Oliveira 26.09.2017

Ficha do treinador

Nome completo: Oswaldo de Oliveira Filho
Função: treinador
Data de nascimento: 5 de dezembro de 1950
Naturalidade: Rio de Janeiro – RJ

Clubes

1999-2000: Corinthians
2000: Vasco da Gama
2001-2002: Fluminense
2002-2003: São Paulo
2003: Flamengo
2004: Corinthians
2004: Vitória
2005: Santos
2005-2006: Al-Ahli (CAT)
2006: Fluminense
2006: Cruzeiro
2007-2011: Kashima Antlers (JAP)
2012-2013: Botafogo
2014: Santos
2015: Palmeiras
2015: Flamengo
2016: Sport
2016: Corinthians
2017: Al-Arabi (CAT)
2017: ATLÉTICO

Títulos

– Campeonato Paulista: 1999
– Campeonato Brasileiro: 1999
– Mundial de Clubes: 2000
– Copa Mercosul: 2000
– Campeonato Brasileiro: 2000
– Supercampeonato Paulista: 2002
– Campeonato Japonês: 2007, 2008 e 2009
– Copa do Imperador: 2007 e 2010
– Supercopa Japonesa: 2009 e 2010
– Copa da Liga Japonesa: 2011
– Taça Rio: 2012 e 2013
– Taça Guanabara : 2013
– Campeonato Carioca: 2013

Publicado 26 de setembro de 2017, às 17:22.