Do you prefer the english version? Click here! X

Clube Atlético Mineiro

- Futebol -

Você está aqui:

15.02.19 Futebol

Maicon elogia grupo e busca espaço no time

O atacante Maicon elogiou o grupo atleticano, destacando a boa recepção que teve por parte de todos os companheiros de equipe. Segundo ele, o ambiente favorável contribuiu para sua rápida adaptação ao clube e, agora, a meta é elevar o nível de atuações para conquistar espaço entre os titulares.

“Estou me sentindo muito feliz, confortável, e isso tem me deixado bastante empenhado em melhorar a cada jogo. O grupo me recebeu de braços abertos e isso dá tranquilidade para o jogador, chegar a um clube e ser recebido dessa maneira. Estou muito feliz por ter jogado e feito gol na minha estreia. A torcida tem me incentivado, quando pego a bola, ela já grita de uma forma que é para eu poder ir para cima, isso já deu para perceber. Tudo isso me dá confiança e tenho que continuar trabalhando e me dedicando para continuar ajudando o grupo. Então, é seguir trabalhando forte para continuar ajudando o grupo da melhor maneira possível”, comentou.

“A forma que me receberam facilita bastante, a adaptação é muito isso também, a forma que o grupo te recebe. Os jogadores me receberam de uma forma que me deixa muito feliz por fazer parte desse grupo, um grupo muito bom de trabalhar. Isso dá confiança quando a gente entra dentro de campo. Acho que, por isso, que as coisas têm acontecido dessa forma. Espero poder continuar ajudar a equipe dessa forma, entrando, ou, se precisar, sair jogando, vou sempre dar o meu melhor para vencermos os jogos”, acrescentou Maicon.

ENTREVISTA COMPLETA DE MAICON NA TV GALO

o atleta afirmou que ser titular é a vontade todo jogador, mas que a decisão fica nas mãos do treinador.

“O que tenho que fazer é continuar trabalhando e esperando a oportunidade. É isso, quando tiver a chance de entrar nos jogos, faltando, cinco, dois ou três minutos, tenho que fazer o meu máximo e mostrar para ele que estou preparado para isso. Começar jogando ou não vai depender disso, do meu empenho e trabalho dentro de campo quando eu tiver oportunidade. Cinco minutos, para quem está no banco de reservas, valem muita coisa. Então, é isso que preciso pensar, continuar trabalhando e depender dele para sair ou não jogando”, disse o atacante.

Publicado 15 de fevereiro de 2019, às 19:04.