Do you prefer the english version? Click here! X

Clube Atlético Mineiro

- Futebol -

Você está aqui:

08.01.19 Futebol

Guga revela ansiedade para estrear


Apresentado pelo Atlético na tarde desta terça-feira, na Cidade do Galo, o lateral-direito Guga afirmou que não vê a hora de entrar em campo com a camisa alvinegra e ter o primeiro contato com a Massa.

“A ansiedade está a mil. Toda vez que paro para pensar, só imagino entrando no estádio com a camisa do Galo, ver a torcida lotando o estádio, fazendo a festa que sabe fazer, torcida apaixonada. Estou muito empolgado para estrear logo e vou dar o meu máximo em todos os jogos para sempre sair de campo com a vitória e com a consciência tranquila, sabendo que dei o meu melhor dentro de campo”, disse o novo reforço atleticano.

“A expectativa é muito grande. A gente conversa que vai brigar até o fim pelo título de todos os campeonatos que vamos disputar. Mas, se tiver que escolher um, é a Libertadores, o campeonato mais importante da América do Sul. Então, ganhar um título de Libertadores seria espetacular para todos nós”, acrescentou Guga.

ENTREVISTA COMPLETA DE GUGA NA TV GALO


O jogador revelou que espera uma disputa sadia com Emerson, quando o atual titular da posição voltar da Seleção Brasileira Sub-20.

“Estou trabalhando ao máximo para, quando tiver a oportunidade de entrar em campo, dar o meu melhor. Ele chegando, ele voltando, sei que vai ser uma briga sadia, muito boa, porque ele também vai dar o seu melhor para jogar. Então, quem ganha é o grupo, o Atlético é que ganha com isso. Então, quem o professor Levir optar por jogar, não temos dúvida que dará o seu melhor dentro de campo”, comentou.

GALERIA DE FOTOS DA APRESENTAÇÃO

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fotos: Bruno Cantini / Atlético

Sobre o seu estilo de jogo, Guga afirmou ser um lateral com mais aptidão ofensiva.

“Sou um lateral mais ofensivo do que defensivo, mas sabendo da minha responsabilidade de marcar. Ano passado, dei boas assistências durante o ano, o número de passes para finalização foi alto. Sempre treinei muito cobranças de pênalti, desde a base, e, no Avaí, tive a oportunidade de bater, o professor Geninho me colocou para cobrar os pênaltis, e seguirei treinando para me aprimorar cada vez mais nisso”, destacou.

O lateral-direito concluiu ressaltando o que o levou a escolher o Atlético diante de outras propostas. “O que pesou muito foi a estrutura aqui, que é de outro mundo, um nível muito alto, e a história do clube também. Acompanho o Atletico, a empolgação a torcida, o jeito que o time joga, com raça, e me identifico muito com isso. Desde o momento em que recebi a noticia que o Atlético estaria interessado, me senti muito honrado, me empolguei na hora. Também me identifiquei logo com o clube, as coisas deram certo e farei de tudo para retribuir dentro de campo”.

Publicado 08 de janeiro de 2019, às 17:40.