Do you prefer the english version? Click here! X

Clube Atlético Mineiro

- Futebol -

Você está aqui:

01.02.15 Futebol

Com gols argentinos, Galo vence na estreia do Campeonato Mineiro

Tango no Horto!

O Tango argentino deu o tom da estreia do Atlético no Campeonato Mineiro 2015. Com gols de Dátolo e Lucas Pratto, o Galo venceu o Tupi por 2 a 0, neste domingo, pela 1ª rodada do Estadual. A partida foi disputada na Arena Independência, em Belo Horizonte.

No próximo final de semana, sábado, pela 2ª rodada, o adversário será o Mamoré, às 17h, no estádio Bernardo R. Queiroz, em Patos de Minas.

IMAGENS DA VITÓRIA ATLETICANA:

O JOGO

O Atlético abriu o placar logo aos seis minutos de jogo. No lance, Marcos Rocha foi lançado por Jemerson e partia em direção à grande área quando foi derrubado por Danilo. A falta foi cobrada com perfeição pelo argentino Dátolo, que fez, assim, o primeiro gol alvinegro no Campeonato Mineiro de 2015: Galo 1 x 0.

Atlético x Tupi 01.02.2015 - Campeonato Mineiro 2015

Em novo ataque atleticano, aos 13 minutos, Marcos Rocha cruzou rasteiro pela direita e o goleiro Glaysson fez a interceptação. Em seguida, Carlos recebeu bom passe de Luan na entrada da área e concluiu para a defesa de Glaysson.

O Galo dominava o jogo e ampliou o placar aos 17 minutos, com Lucas Pratto, que recebeu ótimo passe de Luan e finalizou no canto esquerdo do goleiro: Galo 2 x 0.

Atlético x Tupi 01.02.2015 - Campeonato Mineiro 2015

Aos 23 minutos, Luan tentou finalizar da entrada da área e a bola sobrou para Lucas Pratto concluir para fora. O Tupi ameaçou com o chute de Guilherme Noé, por cima do gol.

Douglas Santos sofreu uma torção no joelho esquerdo aos 34 minutos e foi substituído por Pedro Botelho.

Aos 39, Carlos recebeu bom lançamento de Dátolo e tentou driblar o goleiro, mas não conseguiu completar a jogada.

Na última oportunidade da etapa inicial, Pratto sofreu falta aos 44 minutos e Luan fez a cobrança para fora.

SEGUNDO TEMPO

O técnico Levir Culpi não promoveu alterações no intervalo.

A primeira chance foi do time de Juiz de Fora na cobrança de falta de Marcos Goiano e a bola saiu à esquerda de Victor. Na primeira tentativa do Galo, Dátolo chutou da entrada da área e Glaysson fez a defesa.

O Atlético voltou a levar perigo em lance pela esquerda, mas o cruzamento de Pedro Botelho foi bloqueado pela defesa do Tupi. Logo depois, Marcos Rocha cruzou pela direita e Carlos, posicionado atrás da zaga, na segunda trave, perdeu o domínio da bola.

Aos 14 minutos, Victor fez grande defesa no cabeceio de Marcos Goiano. O Galo quase fez o terceiro gol no minuto seguinte. Luan ganhou a jogada de cabeça na grande área e Carlos finalizou de voleio para a defesa de Glaysson.

Após cruzamento de Dátolo, aos 17, Leonardo Silva desviou de cabeça, por cima do gol. Aos 21, Dátolo cobrou falta para a área e Mailson fez o corte com a mão, pênalti não assinalado pelo árbitro.

Aos 26 minutos, Carlos foi substituído por Maicosuel. Em seguida, Marcos Rocha cruzou pela direita e Pratto cabeceou por cima do gol.

O terceiro gol quase saiu aos 29 minutos, quando Marcos Rocha cruzou pela direita, Dátolo completou de primeira e o zagueiro afastou o perigo.

O Galo teve duas boas chances consecutivas aos 33 minutos. Na primeira, Marcos Rocha chutou e a bola explodiu no zagueiro. Na segunda, Leandro Donizete finalizou para a defesa de Glaysson.

Aos 36 minutos, Pratto recebeu cruzamento de Pedro Botelho e deu ótimo passe para Dátolo, mas a conclusão do argentino desviou no defensor do Tupi e bateu na trave. Logo depois, aos 37, Dátolo foi substituído por Dodô.

Em nova oportunidade atleticana, aos 39, Marcos Rocha cobrou escanteio e Jemerson cabeceou para fora.

Aos 45, Luan lançou para Dodô na grande área e Glaysson saiu bem do gol para interceptar a jogada.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO 2 x 0 TUPI
Motivo: Campeonato Mineiro – 1ª rodada
Data: 01/02/2015
Estádio: Arena Independência
Cidade: Belo Horizonte (MG)
Gols: Dátolo (6′), Lucas Pratto (17′)
Público pagante: 12.402
Renda: R$ 324.977,50
Árbitro: Marco Aurélio A. Fazekas Ferreira (FMF)
Auxiliares: Guilherme Dias Camilo (FIFA/MG) e Márcio Eustáquio Santiago (CBF/FMF)
Cartões amarelos: Dátolo (Atlético); Genalvo, Marcos Goiano (Tupi)

Atlético
Victor; Marcos Rocha, Jemerson, Leonardo Silva e Douglas Santos (Pedro Botelho); Leandro Donizete, Rafael Carioca, Dátolo (Dodô) e Luan; Carlos (Maicosuel) e Lucas Pratto. Técnico: Levir Culpi.

Tupi
Glaysson; Paulo Roberto, Silvio, Mailson e Fabrício Soares; Genalvo, Guilherme Noé, Marcos Goiano e Ulisses (Osmar); Danilo (Rafael Assis) e Daniel Morais (Ademilson). Técnico: Felipe Surian.

Publicado 01 de fevereiro de 2015, às 19:06.