Do you prefer the english version? Click here! X

Clube Atlético Mineiro

- História -

Você está aqui:

21.03.17 História

Despedida de Vinícius celebra os 20 anos do título da Liga Nacional de Futsal de 1997


Em jogo festivo que marcará a despedida do ex-atleta do Galo Vinícius, o time de futsal do Atlético de 1997 enfrentará a Intelli (Ex-Orlândia), às 19h desta quinta-feira, na Arena João Mambrini, em São Sebastião do Paraíso/MG.

A partida entre dois dos times que marcaram a vitoriosa carreira do “Eterno Capitão”, como Vinícius é chamado, também dará início às comemorações do aniversário de 109 anos do Galo e irá celebrar os 20 anos do título da Liga Nacional de Futsal de 1997, conquistado pelo Atlético Pax de Minas, maior time de futsal de todos os tempos.

O evento contará com a presença do mascote Galo Doido e também de uma equipe do Galo na Veia, que estará realizando adesões ao programa de relacionamento com o torcedor.


“Para mim, é uma satisfação muito grande reencontrar os ex-companheiros daquele time porque, alguns, não encontro há mais de 15 anos. O esporte tem dessas coisas, a gente conhece pessoas e acaba se separando por circunstâncias da vida profissional. Então, vai ser um prêmio reencontrar pessoas que foram tão importantes na minha vida. No esporte coletivo, as conquistas são resultado do esforço de muita gente e, se a gente consegue realizar alguns sonhos, é graças à entrega dessas pessoas”, disse Vinícius.

Além dos campeões de 1997, incluindo o técnico Miltinho e outros membros da comissão técnica, o evento contará com a presença de outros ídolos do futsal do Galo, como Falcão e Lenísio, que foram bicampeões da Liga Nacional pelo Alvinegro, em 1999, e deverão jogar um tempo para cada lado, assim como Vinícius.

O Atlético jogará um tempo com o uniforme atual e um tempo com um uniforme retrô, que remete à camisa utilizada pelo time em 1997.

A Conquista – Há 20 anos, o Atlético levantava o seu primeiro Troféu da Liga Nacional de Futsal, vencendo o Banespa por 4 a 1 na segunda partida da final. O jogo foi disputado no Mineirinho, em Belo Horizonte, com público superior a 16 mil pessoas, recorde mundial à época. No jogo de ida da decisão, em São Paulo, houve empate por 3 a 3.

Vinícius acredita que os fatores fundamentais para a conquista foram a mistura da juventude de alguns atletas com a experiência de outros e o apoio da torcida atleticana.

“A torcida abraçou o time desde os primeiros jogos, apoiando incondicionalmente. A gente jogava no ginásio do Colégio Magnum e chegava até a ficar gente do lado de fora porque não cabia. Apesar de ter vários jogadores de fora, a gente aprendeu rapidamente o Hino do clube porque a torcida cantava muito e nós também íamos muito ao Mineirão ver o time de campo jogar. Então, rapidamente, esses jogadores que tinham vindo de fora passaram a se sentir como parte do clube pelo carinho que a gente recebia da torcida. É algo que levamos para o resto da vida. Até hoje, quando vejo o Atlético em campo, o sentimento é forte”, destacou.

Além dos títulos com a camisa alvinegra, o ala Vinícius foi bicampeão mundial pela Seleção Brasileira e atuou na Espanha e na Rússia.

“Ter a gratidão e o reconhecimento do Atlético e da torcida é algo que o dinheiro não compra, é uma coisa totalmente espontânea e, por isso, tem mais valor. A torcida tem um carinho grande pela história do clube. A grandeza do clube é reflexo das pessoas que o fazem e, por isso, o Atlético é um clube tão amado. Então, quem puder, que vá prestigiar o evento porque será um momento único, em que poderemos relembrar os grandes momentos vividos com a camisa do Galo”, comentou Vinícius.

O Atlético teve o melhor ataque da Liga Nacional de 1997, com 121 gols. O artilheiro da competição foi o pivô Vander Carioca, que marcou 36 vezes.

Nos anos que seguiram, o Galo conquistou o bicampeonato da Liga, em 1999, com o recorde mundial de público da categoria, em ginásios (25.713). Antes, em 1998, o time alvinegro obteve o título máximo da categoria ao se sagrar Campeão Mundial de Clubes.

Os ingressos para o jogo festivo estão à venda nos seguintes locais:

São Sebastião do Paraíso
– Arena Olímpica João Mambrini: Av. Monsenhor Mansini Barbosa, nº 773, bairro Vila Dalva.
– Restaurante Minas Grill: Rua Pinto Ribeiro, nº 709, Centro.

Orlândia
– ADC Intelli Store: Avenida 11, nº 731, Centro.
– Pablo Salgados: Rua Um, nº 121, Centro.

Altinópolis
– Casa Eletropeças: Rua São Paulo, nº 19, Ginásio.

FICHA TÉCNICA DA FINALÍSSIMA DA LIGA NACIONAL DE 1997:

ATLÉTICO/PAX DE MINAS 4 x 1 BANESPA/PHERCANI
Data:
20/7/2017
Local:
Ginásio Mineirinho (Belo Horizonte/MG)
Árbitro 1: Daniel Pomeroy (RJ)
Árbitro 2: Noildo Macedo da Paixão (BA)
Gols: Índio, Vander Carioca (2) e Vinícius (Galo); Simi (Banespa)
Público: 16.685 pagantes

Atlético/Pax Minas
Digo (C), Índio, Vander Carioca, Vinícius e Almir. Entraram: Piu, Fabinho, Ronaldo, Rosinha, Euller, Japonês e Renato. Técnico: Miltinho.

Banespa/Phercani
Franklin, Serginho, Índio, Sandrinho e Cecílio. Entraram: Tigrão, Poto, Breca, Simi, Odair, Gibinha e Alexandre. Técnico: Walmir.

Publicado 21 de março de 2017, às 14:03.