Do you prefer the english version? Click here! X

Clube Atlético Mineiro

- Títulos -

Você está aqui:

07.05.17 Títulos

Campeões comemoram “título especial”


Uma conquista especial por ter sido sobre o rival e em razão do momento de pressão que o grupo vivia. Assim, os jogadores do Atlético resumiram o título do Campeonato Mineiro de 2017, alcançado com a vitória por 2 a 1 sobre o Cruzeiro, neste domingo, no Horto.

Confira o que disseram os craques alvinegros:

Leonardo Silva – “Decisão é com o Galo. Conseguimos vencer e conquistar um título maravilhoso. Depois de muita crítica, trouxemos esse título para o nosso torcedor”.

Rafael Carioca – “Na hora certa a gente ganha, não tem jeito. Aqui dentro, tem que ter o respeito. O tempo todo fomos superiores e nada melhor que coroar o primeiro semestre com o campeonato regional, diante da nossa torcida”.

Gabriel – Esse grupo merece. Sofremos muitas críticas, o trabalho do Roger foi questionado. É um cara que não tem palavras para falar dele, o que ele faz e se dedica no dia a dia, esse cara merece. A vitória foi para essa torcida e para o Roger também, que é um cara nota dez. é a deixa do Ronaldinho, quando tá valendo, tá valendo”.

Otero – Não tem comparação isso que aconteceu hoje, com a torcida, os companheiros. Agradeço a todos e aqui é Galo!

Fred – “É diferente porque é um título que me faltava e é o primeiro meu com a camisa do Galo. Missão cumprida completa, artilharia, título, troféu, medalha no peito e todo mundo feliz. Esse título coroou o trabalho da comissão técnica e a dedicação do nosso grupo. Agradeço ao torcedor e ao clube pela honra de poder conquistar esse título tão importante para a minha carreira. Sou  mineiro, de Teófilo Otoni, e esse é um dos títulos mais especiais da minha vida. A gente sofria muita pressão, mas sabia que na hora decisiva, aqui dentro, não dava para eles”.

Robinho – “Representa muito. Espero que seja a primeira de muitas conquistas. Pela pressão, pelo elenco que temos, dá uma tranquilidade maior para o restante da temporada. O Atlético foi o time que melhor jogou, mereceu. Com todo o respeito ao Cruzeiro, mas fomos campeões com merecimento”.

Rafael Moura – “Que este seja o primeiro de muitos títulos com a camisa do Galo. Se não for difícil, não é o Atlético. O Galo tem muito disso, dessa garra, de reverter placares e situações difíceis. O Roger manteve a linha do trabalho e nosso grupo é muito bom. Quem acompanha o dia a dia, a humildade de todos, apesar de ter grandes jogadores, com várias conquistas, todos querem muito dar títulos para o Atlético e é nisso que a gente tem se fechado. Esse título foi diferente e emocionante. Já conquistei vários outros títulos, mas não com essa camisa, com a presença da minha torcida e da minha família no campo, então, isso é muito bacana. Hoje, estou muito feliz, principalmente por ser contra o rival e por representar a torcida sendo um torcedor dentro de campo. Sou um privilegiado e só posso agradecer a Deus”.

Elias – “Ganhar o título já é gratificante e, fazendo o gol, mais ainda, em um clássico. Estou muito feliz e vamos comemorar bastante esse título que é muito importante para o nosso trabalho, o trabalho do Roger e também do presidente, que está fazendo um belo trabalho. Nunca houve desconfiança rem nosso grupo, disse me disse, chateação dos jogadores que não estão jogando. Nossa equipe está muito feliz com o trabalho que vem sendo feito. Adotamos a ideia do Roger e a gente fica muito feliz porque esse título deixa os torcedores mais calmos. A gente pede que eles venham e nos apoiem, como fizeram hoje e nas outras partidas. Resultado ruins vão acontecer às vezes, mas, aqui dentro de campo, nunca vai faltar empenho e dedicação porque aqui tem um grupo de homens, trabalhadores, pais de família que estão buscando coisas muito grandes. Então, a equipe está muito feliz com o trabalho do Roger e a gente espera, daqui para frente, ganhar mais coisas e continuar jogando um futebol convincente”.

Victor – “Tem um sabor especial por toda a história que o Galo construiu aqui dentro do Horto, pela vitória também e pela volta por cima, depois de quase cinco meses parado. Então, é uma conquista que tem um sabor muito especial. Estou muito feliz e acho que foi um título importante para o restante da temporada, para dar confiança a essa equipe porque temos condições de brigar por todos os títulos que a gente disputa. É gratificante conseguir mais um título, o meu sétimo pelo Atlético em menos de cinco anos, então, estou muito feliz e divido essa felicidade com os demais jogadores, família, membros da comissão técnica e torcedores”.

Fábio Santos – “Ganhar é sempre muito bom e estamos mais felizes ainda porque a gente sabe que a cobrança era muito grande. A gente não queria interromper o trabalho que vem sendo muito bem feito. Aspiramos coisas maiores esse ano e estou feliz com a sensação de alívio, de dever cumprido e de ter mais tranquilidade durante o ano, crescer muito porque a gente sabe que o grupo é muito bom para conquistar coisas maiores ainda. A cobrança é natural e agente soube absorver, mas nosso grupo é maduro e o título nos dá uma tranquilidade maior para as outras competições”.

Publicado 07 de maio de 2017, às 22:35.